TE Michael Hoomanawanui de volta e pronto para ajudar


A competição entre veteranos para a posição de tight end que o Saints esperava para esse camp foi limitada por doenças e lesões até agora.
John Phillips está fora depois de passar por uma apendicectomia pouco antes do início dos treinamentos, e o TE n° 1, Coby Fleener, perdeu os treinos esta semana com uma lesão não especificada, embora tenha feito algum trabalho sozinho no sábado.


Mas o Saints têm os serviços de seu melhor bloqueador de volta após uma temporada perdida por lesão. Um ano atrás, no training camp, Michael Hoomawanui sofreu uma entorse de tornozelo que incluiu danos nos ligamentos e foi forçado a se submeter a uma cirurgia e perder o ano.

"A parte mental provavelmente era a mais difícil, não estava em um cronograma diário de treinos", disse Hoomanawanui. "Estar aqui, malhando e suando com os caras, eu tentei tornar o mais normal possível, mas não é o mesmo".

Hoomanawanui, que se dirige para o segundo ano de um contrato de três anos e US$ 5,2 milhões, tem um papel claro para o Saints como bloqueador.

"Ele é um cara que gostamos muito, é forte, tem mãos pesadas", disse o treinador do Saints, Sean Payton. "A única coisa que eu gosto do jogador é que você sabe exatamente o que está recebendo".

Hoomanawanui também terá algumas chances no passing game; recebeu 11 passes para 76 jardas e três pontuações em 12 jogos depois que chegou ao Saints.

"Eu sou rotulado como um tight end de bloqueio, mas se é uma rota curta ou intermediária, tenho que ser capaz de fazer isso", disse Hoomanawanui. "Eu não posso estar no campo apenas para bloquear".

Texto de: Joel Erickson

Comentários