A obsessão de Sean Payton depende de uma defesa melhor


O HC do Saints sabe que a volta ao Super Bowl começa com conseguir arrumar a defesa.

Sean Payton completará 54 anos em 29 de dezembro e está em sua 12ª temporada com o New Orleans. Ele foi um assistente na NFL por nove temporadas antes disso. Ele foi técnico de universidade por nove temporadas antes disso.

Mas do modo que Payton vê, ele está no meio da sua carreira como técnico na NFL. Um título no Super Bowl em 2010, uma suspensão pelo “Bountygate” que durou a temporada inteira de 2012, um inegável lugar entre as mentes ofensivas mais inteligentes da NFL, e três temporadas seguidas com o recorde de 7-9, e nenhuma ida aos playoffs relacionam-se para criar sua visão do jogo e sua “obsessão”.

“Eu me sinto relativamente jovem em relação a profissão, privilegiado por estar com esse time por tanto tempo”, Payton falou em uma entrevista realizada via telefone na tarde de quarta-feira, no quartel general do time fora de New Orleans “Nos últimos meses, nós vimos outro campeão do futebol universitário (Clemson), o Golden Staten Warriors vencer outro título da NBA, e recentemente um fantástico British Open onde Jordan Spieth venceu com um grande final. Me Lembrou do nosso time que venceu o Super Bowl e que uma vez que você chega a esse ponto, você tem a obsessão de voltar”.

“É tudo em que você pensa. De certa forma te consome, mas de um bom jeito. Sr. (Tom) Benson, nosso dono, acabou de completar 90 anos. Precisamos trazer um segundo título a ele”

O Training Camp é um grande marco em cada time em busca de um título, um período de dias quentes e trabalho ajuda a formar sua fibra.

Nos últimos três anos o Saint sediou seu camp em West Virginia, mas retornaram para casa nesse ano. Payton disse que era hora de misturar, movimentar esse time, recalibrar, repensar, esculpir e moldar.

“Essa época do ano é animadora para todos”. Disse Payton. “Todo ano é diferente, e eu acredito que o jogo como é hoje, você precisa preparar as coisas de forma diferente. Independente se você está vindo de algo de sucesso ou de falta de sucesso, você precisa criar um planejamento completamente diferente, um novo conjunto de desafios e objetivos para o seu time. Essa liga é diferente da MLB ou a NBA – você consegue fazer esse pulo para os playoffs mais facilmente.

“Esse é um camp importante para nós. Nós tivemos duas classes de draft recentes que devem estar pontas para contribuir agora. Nós temos alguns jogadores muito inteligentes, mais espertos na PUP list (entre eles o center Max Unger, e o left tackle Terron Armstead) nós olhamos para frente para nos recompormos. Mas até lá, isso permite que jogadores mais jovens consigam trabalhar nessas posições”

O defensive tackle Nick Fairley (problema no coração) está fora da temporada – uma situação que possível terminará sua carreira. Mas o defensive end Alex Okafor, jogador que chegou via free agency do Arizona Cardinals, e o promissor cornerback Marshon Lattimore, escolha de primeira rodada de 2017 e o Adrian Peterson futuro integrante do hall da fama, estão no grupo.

Os Saints possuem uma longa parceria entre Payton e Drew Brees, uma dupla prolifica de técnico/quarterback. Mas o centro das dificuldades do time é a defesa.

New Orleans começou a última temporada com uma derrota de 35-34 para Okland. A primeira vitória foi por 35-34 sobre San Diego na semana 4. Nas derrotas para Atlanta, grande rival da NFL Sul, o Saints concedeu 45 e 38 pontos.

A defesa terminou como 27ª geral na última temporada. Foi a última contra o passe (273.8 em jardas concedidas por jogo.). Foi penúltima em pontos (454). A 27ª em sacks (30). Além de passar por várias de lesões.

Dennis Allen volta para ser coordenador defensivo. Mike Nolan chega para ser técnico de linebackers.

Perguntado se a defesa vai ser melhor em 2017, Payton respondeu.

“Precisa ser”, ele respondeu. “Eu acredito que vai ser”.

“A questão não é se mas como? Nós vamos ser melhores em criar turnovers? Defesa contra o passe? O que podemos fazer no ataque para complementarmos isso? Eu acho que precisamos entender o que precisamos fazer para melhorar a cada semana. Nessa liga, você precisa estar evoluindo, plano especifico a cada jogo. Eu só sei que tivemos nossa cota de jogos de 48-40, e isso é algo que precisamos mudar”.

Brees está no seu último ano de contrato.

Continuam as especulações de que essa pode ser a última temporada do Saints com Payton e Brees.

“Não é algo incomum” disse Payton sobre essas conversas. “Mas eu penso que que a cada vez que Drew aproximou-se de seu último de ano de contrato, foi tudo controlado. Essa não é a primeira vez que esse tipo de conversa acontece. Nos últimos três anos, as reportagens dizem que eu vou treinar outro time. Eu estou no segundo ano de um contrato de cinco anos.  Se você escreve esse tipo de coisa por muito tempo, eu espero que um dia ou outro vai acertar. Mas não crie esperanças que haja uma separação nesse após esse ano”.

Payton passou suas férias visitando seu filho Connor, tight end/linebacker de uma escola no Texas, e visitando sua filha, Meghan, jornalista esportiva da Universidade de Pepperdine, que atualmente trabalha no Dallas Cowboys, Megan nasceu em 1997 quando Payton estava no Eagles, e Connor nasceu em 2000 quando Payton estava com o Giants.

“Eles são pirralhos da NFC Leste” Payton disse rindo.

Mas o núcleo de Payton é New Orleans. É o Saints.

Ele chegou no ano após o furacão Katrin passar por New Orleans e com quatro temporadas levou o time a vitória no Super Bowl.

Se a defesa melhorar, ele acredita que o Saints pode competir por aquela glória mais uma vez. Alcançando sua obsessão.

O ataque mais uma vez parece letal, e Peterson é mais uma arma poderosa.

“Ele está numa forma incrível, eu acabei de vista-lo no vestiário e posso dizer que ainda há algo queimando nele para que consiga a chance de jogar “naquele jogo”, disse Payton. “De vez em quando nessa liga você consegue um jogador único, o qual você espera que tenha a chance de fazer isso”.

A abertura da temporada regular do Saints acontece no dia 11 de setembro, em uma batalha de segunda a noite em Minnessota, contra o antigo time de Peterson.

“Ele está motivado” disse Payton.

Da mesma forma está Payton. Motivado para terminar a temporada como começou.

O Super Bowl LII será disputado no dia 4 de fevereiro em Minneapolis exatamente onde Saints começará sua caminhada.

Para Sean Payton, isso é um completo círculo de obsessão que da cor ao Training Camp do Saints.

Comentários